Delly’s Food Service quer fechar 2021 com R$ 4 bi de faturamento

Por Adriana Bruno

Servir e consolidar o mercado brasileiro de distribuição de alimentos para o food service independente e o pequeno varejo. Foi com essa visão que, em 2015, a Delly’s Food Service foi criada. “A empresa, que nasceu através da aquisição de uma distribuidora local de food service em Belo Horizonte,  Minas Gerais,  que na época faturava R$ 100 milhões. A partir daí começamos a colocar em prática nosso plano de expansão e não paramos mais de crescer, seja através do crescimento orgânico em novas geografias, seja através da aquisição e incorporação de outras distribuidoras”, conta Alessandro Chiaramitara, CEO Delly´s Food Service. Ainda segundo ele, atualmente a empresa atende desde restaurantes, hotéis e bares até o varejo de vizinhança. “Temos 27 centros de distribuição espalhados nacionalmente, com uma frota de mais de 500 caminhões e um portfólio completo de mais de 20 mil itens. Em 2021 devemos fechar o ano com mais de R$ 4 bilhões de faturamento atendendo uma carteira com mais de 140 mil clientes”, comenta.

Impactos da pandemia

O setor de food service foi um dos mais afetados pela crise econômica desencadeada pela pandemia do novo coronavírus e com as restrições ao mercado de alimentação fora do lar, a Delly’s percebeu que seus clientes tiveram que se reinventar para continuar operando. “O brasileiro é muito criativo e empreendedor. Vários de nossos clientes, por exemplo, abriram da noite para o dia serviços de delivery, demandando diferentes tipos de soluções pelo distribuidor. Acompanhamos essas mudanças sempre nos adaptando a necessidade de nossos clientes”, comenta Chiaramitara.

Alessandro Chiaramitara, CEO
Delly´s Food Service

A própria empresa sentiu os impactos nas vendas de alguns segmentos do food service em determinadas regiões. “Contudo dada a nossa presença em diferentes regiões do país que tiveram momentos heterogêneos de fechamento e a nossa presença no pequeno varejo, canal menos afetado pela crise, conseguimos atenuar os efeitos da volatilidade da demanda e manter boa performance vendas”, relata Chiaramitara.

As mudanças do mercado

Outro efeito da pandemia foram as transformações que afetaram tanto o mercado como o comportamento de consumo do brasileiro. De uma hora para outra as empresas precisaram se adaptar, pensar nos negócios mas especialmente na segurança de seus colaboradores. E esse foi o foco prioritário da Delly’s, conforme conta Chiaramitara. “Proritariamente focamos na segurança de nossos colaboradores, adotando home office em parte de nossas operações especialmente no Centro de Serviços Compartilhados e reforçando boas práticas de gestão da pandemia, para que nossas atividades não parassem, dada nossa natureza de serviço essencial de alimentação”, diz. Ele ainda ressalta que a empresa acredita na resiliência do setor e por isso, decidiram manter os investimentos na agenda de crescimento. “Aceleramos nosso processo de aquisições e abrimos operações orgânicas em novas regiões, como por exemplo no Nordeste, e expandimos a força comercial contratando mais de 500 representantes comerciais, uma expansão de mais de 30%. Tudo isso no meio da pandemia, o que reforça nossa crença de que esse momento vai passar”, revela.

Em 2020 a empresa registrou crescimento de 13% em comparação aos resultados de 2019. “Não seriamos capazes de fazer isso se não fosse o comprometimento de nosso time e a crença inabalável que o food service independente e o varejo de vizinhança tem um papel crucial na rota ao mercado, especialmente em país de dimensões continentais como o Brasil”, comemora Chiaramitara.

Força de vendas

Posicionada como uma distribuidora “one stop shop” (termo usado para designar a concentração de uma série de serviços correlatos ou afins em um único lugar), a Delly’s afirma ser um dos poucos players do mercado alimentar capaz de oferecer um portfólio de distribuição completo, através de sua rede de mais de 1000 fornecedores, ofertando um portfólio de 20 mil itens, que vão desde mercearia seca até produtos refrigerados e congelados e de alta complexidade logística. “Contamos com uma forte força de vendas com mais de 1500 representantes comerciais, suportadas por uma operação logística extremamente capilar e nacional com 27 pontos de distribuição assegurando entrega em 24 horas para mais de 98% dos nossos clientes. Entregamos mais de 250 mil pedidos por mês, com alta frequência de entrega, para ajudar nossos clientes na gestão de seus negócios”, relata Chiaramitara. Ainda de acordo com ele, toda essa complexidade é suportada pela digitalização da maior parte dos processos, desde um ERP único até uso de inteligência artificial, por exemplo, nos processos de precificação e roteirização.

Os desafios e o futuro

Transformar a Delly’s em uma única empresa em todas as suas áreas de atuação sem perder a conexão com sua razão de existir que é servir o pequeno empreendedor. Esse foi o maior desafio já enfrentado na história da empresa, segundo seu CEO.  Chiaramitara conta que ao longo da trajetória da Delly’s vários distribuidores foram incorporados, todos com culturas fortes e um histórico de sucesso o que é motivo de orgulho para quem trabalha em uma empresa que possui um modelo único e integrado de atuação em todas as regiões, com sistemas e processos unificados para propagar a sua  cultura e preocupação em servir o cliente com a máxima qualidade e mesmo padrão, independentemente de onde ele esteja.

Em relação ao futuro, Chiaramitara destaca que acredita muito no Brasil e na força do pequeno empreendedor. “Após a pandemia acreditamos que o mercado alimentar vai voltar mais forte do que nunca, com muitas oportunidades para todos que acreditem nele. Sendo assim continuaremos investindo fortemente na Delly´s através das nossas principais alavancas de criação de valor”, fala. Ele ainda revela que a empresa irá avançar na agenda digital que cria valor para o cliente, seja oferecendo mais soluções através do e-commerce, seja usando tecnologias digitais para tornar seus processos internos mais ágeis eliminando custos que não criam valor para o pequeno empreendedor. “Também queremos estar cada vez mais próximos de nossos clientes, seja crescendo organicamente em regiões onde ainda não estamos presentes, seja através de aquisições estratégicas de ativos relevantes. Seguramente vamos terminar 2021 maiores e melhores”, finaliza Chiaramitara.

The post Delly’s Food Service quer fechar 2021 com R$ 4 bi de faturamento appeared first on Distribuição.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
  • Av. Governador Magalhães Barata, 651, Sala 08. Ed. Belém Office Center - São Braz, Belém
  • (91) 3259-0597